Camaleão, novamente, faz história na Copa do Brasil

Em mais uma edição, a Associação Atlética Aparecidense, fez história na competição mais democrática do futebol brasileiro. Na Copa do Brasil, o camaleão eliminou, em duas oportunidades, a equipe paulista da Ponte Preta.

Mas para que essas duas partidas tenham sido realizadas, o caminho foi longo. O primeiro compromisso foi no dia 12 de fevereiro e o placar final foi de 1 a 0 para a Aparecidense. Nos minutos finais do compromisso, o adversário marcou um gol. Gol que garantia a vaga para a segunda fase para o estado de São Paulo. Um gol irregular que no primeiro momento foi validado e após alguns minutos, foi anulado. Motivo que levou aos tribunais desportivos e ficou 50 dias, em julgamento.

O adversário garantiu o direito de jogar uma nova partida e mesmo com recursos para anular essa nova partida, fazendo com que valide o primeiro resultado, a equipe de Aparecida de Goiânia foi para um novo compromisso no dia 3 de abril. Novamente, após todo os episódios do caso, a Aparecidense saiu vencedora dentro das quatro linhas.

O placar final deste jogo foi de 2 a 0 e a vaga para a segunda fase da Copa do Brasil, ficou em Aparecida de Goiânia.
O adversário desta segunda fase já era conhecido e aguardava a resolução do caso. E devido a sorteio realizado pela CBF, o confronto único, que garantiria vaga em mais uma fase, seria na casa do adversário. Adversário que era a equipe do Bragantino, do Pará.

O compromisso desta fase foi realizado no estádio do Mangeirão e mesmo após muita luta, o placar final não foi favorável. O marcador ficou 3 a 2 para o Bragantino. Se passasse para a terceira fase da competição, o adversário seria o Vila Nova, um confronto goiano. Mas, como a Aparecidense não garantiu a vaga em Belém, a participação na edição 2019 da Copa do Brasil, chegou ao fim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *